Como escolher um sistema de gestão: evite estes 5 erros na escolha

O número de empresas que utilizam um sistema de gestão vem crescendo devido aos inúmeros benefícios trazidos pelo software. No entanto, para que seu negócio aproveite ao máximo as vantagens de contar com um sistema desses, é preciso saber como escolher um sistema que se adeque aos seus objetivos.

Pensando nisso, vamos apresentar alguns erros que devem ser evitados durante o processo de escolha do sistema. Também apontaremos quais são os prejuízos causados por esses equívocos.

1. Não definir um objetivo para o uso de um sistema de gestão

Hoje, existem inúmeros sistemas disponíveis no mercado: alguns bons e eficientes; outros, nem tanto. Mas é importante saber nem tudo que atende a uma empresa também funciona para você. Isso porque cada modelo de sistema de gestão é apropriado para um segmento do mercado.

Para que a sua decisão no momento da escolha de um sistema não seja equivocada, é preciso definir seus objetivos com o uso do sistema, ou seja, quais são os pontos que você deseja melhorar para tornar seu negócio mais competitivo no mercado. Podemos citar, por exemplo:

  • Otimização de processos e planejamento;
  • Controle de produção;
  • Controle financeiro;
  • Melhoria de gestão, entre outros.

As metas precisam estar bem definidas, caso contrário você pode acabar escolhendo um sistema de gestão que não ajudará sua empresa em nada.

2. Levar apenas o preço em consideração

Os sistemas de estão presentes no mercado têm os mais variados preços, já que cada um é destinado para um modelo específico de negócio. Portanto, se você optar pelo de menor valor, pode ser que ele não supra todas as suas necessidades ou cumpra com seus objetivos.

O conselho, aqui, é não olhar apenas para o preço, mas ficar atento à qualidade do sistema e ao que a ferramenta disponibiliza para você.

3. Não envolver os usuários do sistema no processo de escolha

A escolha do sistema a ser implantado na empresa é da diretoria. No entanto, é importante considerar a opinião dos colaboradores que já tiveram contato com esse tipo de software e também daqueles que trabalharão com ele. Dessa forma, aumentam as chances de se aproveitar o máximo do sistema e de suas funcionalidades.

Gravíttem - Gerencie sua empresa com um sistema completo e eficiente

4. Não ter uma lista definida com os critérios de avaliação

Como todos nós sabemos, para escolher é preciso analisar. Portanto, se você já tiver em mãos uma lista com todos os critérios que devem ser levados em conta na hora de selecionar o sistema de gestão, seu processo de escolha será mais preciso e levará menos tempo.

5. Não ponderar a aderência do software ao negócio

É preciso que o sistema contratado se conecte ao modelo de trabalho da sua empresa, e não que sua empresa faça modificações em seus processos internos para que se encaixe no sistema, o que geraria custos elevados e muito retrabalho. Por isso, mais uma vez, ressaltamos a importância de ter seus objetivos bem definidos.

Conheça agora mesmo o Gravíttem e saia na frente de seus concorrentes. Entre em contato pelo telefone (47) 3437-3312, WhatsApp (47) 99154-2861 ou pelo e-mail comercial@softin.com.br para saber mais.

Gostou desse artigo? Espalhe a palavra :)

Eric Montana

Formado em Publicidade e Propaganda, amante de livros e um bom café.